PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O ENADE

Perguntas frequentes

1. Enade

1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade?

  • Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)
  • Portaria Normativa nº. 6, de 14 de março de 2012 (Regulamenta o Enade 2012)
  • Portaria Normativa nº. 13, de 27 de junho de 2012 (altera a regulamentação do Enade 2012)
  • Portaria Normativa nº. 40, de 12 de dezembro de 2007 (republicada em 29/12/2010)

1.2. O Enade é obrigatório?

Conforme disposição do art. 5º, § 5º, da Lei nº. 10.861/2004, o Enade constitui-se componente curricular obrigatório, sendo inscrita no histórico escolar do estudante somente a situação regular com relação a essa obrigação. O estudante selecionado que não comparecer ao Exame estará em situação irregular junto ao Enade.

1.3. Qual o objetivo do Enade?

O objetivo do Enade é avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial, integrando o Sinaes, juntamente com a avaliação institucional e a avaliação dos cursos de graduação.

1.4. Quais os instrumentos básicos do Enade?

  • A prova;
  • O questionário de impressões dos estudantes sobre a prova;
  • O questionário do estudante; e
  • O questionário do coordenador(a) do curso.

1.5. Como são definidas as áreas que serão avaliadas no Enade?

O Ministério da Educação define, anualmente, as áreas propostas pela Comissão de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes. A periodicidade máxima de aplicação do Enade em cada área será trienal.

6. Resultados

6.2. Como a IES acessa os Relatórios de Presença?

Os relatórios de estudantes em situação regular junto ao Enade estão disponíveis no endereço eletrônico http://portal.inep.gov.br – Educação Superior – Enade – Relatório de Presença (http://enade.inep.gov.br/enadeIes/site/public/presenca/capa.seam).

Para acesso aos relatórios de presença das edições do Enade de 2004 a 2009, a IES deverá fornecer os códigos de IES, curso e habilitação, além do CPF do coordenador da habilitação, conforme cadastro no SiedSup. Para acesso aos relatórios do Enade 2010 e subsequentes, a IES deverá fornecer os códigos de IES e curso, além do CPF do coordenador do curso, conforme cadastro no e-MEC.

6.3. Como é calculado o Conceito do Curso (Conceito Enade)?

O Conceito Enade é calculado para cada curso, tendo como unidade de observação a instituição de ensino superior – IES, o município da sede do curso e a área de avaliação.

A Nota Enade do curso é a média ponderada da nota padronizada dos concluintes na Formação Geral e no Componente Específico. A parte referente à Formação Geral contribui com 25% da nota final, enquanto a referente ao Componente Específico contribui com 75%.

O conceito é apresentado em cinco categorias (1 a 5), sendo que 1 é o resultado mais baixo e 5 é o melhor resultado possível, na área.

Para mais informações, acesse as notas técnicas disponíveis em http://portal.inep.gov.br/notas-tecnicas.

6.4. Por que o Curso está Sem Conceito (SC) no “Conceito Enade”?

O Curso fica sem conceito Enade (SC) quando não reúne condições que possam estabelecer o cálculo do mesmo. A exemplo, pode-se citar os casos em que menos de dois estudantes concluintes selecionados participam da prova.

Para mais informações, acesse as notas técnicas disponíveis em http://portal.inep.gov.br/notas-tecnicas

6.5. Quais os resultados e relatórios produzidos a partir do Enade?

  1. Boletim de Desempenho do Estudante
  2. Relatório do Curso
  3. Relatório da Área
  4. Relatório da Instituição
  5. Resumo Técnico

6.6. Onde posso encontrar os Relatórios produzidos a partir do Enade?

Na página do Inep http://portal.inep.gov.br, no menu correspondente ao Enade, estão disponíveis todos os relatórios produzidos a partir da aplicação do Exame.

Disponível em: http://portal.inep.gov.br/perguntas-frequentes1

Acesso em: 18 jun. 2013

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *