Desafios: A panificadora PANI está precisando de ajuda para decidir qual máquina panificadora adquirir

DESAFIOS

 

A máquina de sorvetes do fabricante X produz 5.000 unidades por semana. O equipamento custa R$ 5.000,00 e permanecerá produtivo por 3 anos. O custo da mão de obra é de R$ 8.000,00 por ano. Já o equipamento do fabricante Y tem a mesma capacidade produtiva, porém com vida útil de 5 anos e pode ser adquirido por R$ 10.000,00. Neste equipamento, o custo com mão de obra é 50% menor do que o do fabricante X.  Com base na produtividade, você aconselharia a compra do equipamento?

 

 

A panificadora PANI está precisando de ajuda para decidir qual máquina panificadora adquirir. A máquina do fornecedor A tem uma produtividade de 3000 pães por dia e tem um custo para aquisição de R$ 27.000,00/máquina. A mão de obra desprendida para o funcionamento desse equipamento é de R$ 1.020,00/mês e os insumos gastos para cada pão têm custo de R$ 0,12, sendo que o fornecedor garante a produção efetiva durante 1,5 anos. A máquina do fornecedor B tem uma produtividade de 2400 pães por dia e tem um custo para aquisição de R$ 59.000,00/máquina. Os custos com mão de obra são 10% mais caros que a máquina A, porém os insumos para produzir um pão é 50% mais barato do que na máquina do concorrente. A garantia de produção nominal é de 2,5 anos. Sabe-se que o pão da máquina A pode ser vendido aR$ 0,58 e a da máquina B a R$ 0,49. Com base apenas no índice de produtividade, informe qual máquina você indicaria para a panificadora. 

 

PORCENTAGEM OU PERCENTAGEM?

PORCENTAGEM OU PERCENTAGEM?

Inicialmente, é preciso deixar claro que os dois termos referem-se à mesma coisa: a fração de um número inteiro expressa em centésimos. As expressões, entretanto, ingressaram por caminhos distintos no chamado Português Brasileiro. O vocábulo “percentagem” foi adaptado do termo inglês percentage. Este, por sua vez, teria sido originado de per cent, derivado do latim per centum. Segundo o Dicionário Houaiss, o termo percentagem, o mais antigo, teria sido adotado na Língua Portuguesa ainda no século 19, a partir de 1858. “Porcentagem” , por sua vez, é considerado um abrasileiramento surgido da locução “por cento”, de uso corrente na língua portuguesa. Apesar de possivelmente ter sido cunhada no Brasil, a palavra também é utilizada em Portugal, por influência do termo pourcentage, do idioma francês. 

Ambos, portanto, são corretos, mas nos léxicos mais modernos, como o Michaelis, porcentagem tem remissão para percentagem, o que denota preferência por essa última forma.

 

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAqucAE/os-sentidos-compreender-comunicacao-empresarial-ligua-portuguesa-no-curso-administracao-empresas

Como escrever bem

 

Como escrever bem

 

Por Larissa Drumond , especial para o iG São Paulo

 

Professores de português e redação dão dicas para você melhorar a escrita e se dar bem ao escrever todos os tipos de texto: de um cartão de aniversário a um relatório no trabalho

A tecnologia avança o quanto pode, mas a escrita ainda é essencial. Uma mensagem para avisar ao marido que vai chegar um pouco mais tarde para o jantar, desejos de feliz aniversário para a melhor amiga na rede social, a ata da última reunião com os diretores da empresa ou um bilhetinho para a diarista não se esquecer de deixar o arroz pronto. Seja lá qual for o motivo do texto, o mais importante é se fazer entender.

Copiar textos à mão ou no computador ajuda a melhorar estilo e ortografia

Mas, em tempos de corretor ortográfico automático e textos de apenas 140 caracteres, como fazer para melhorar a escrita? Alexandre Moreira, facilitador do Projeto Redigir; Maria Aparecida Custódio, professora de redação no Curso e Colégio Objetivo, em São Paulo; e Francisco Platão, supervisor de Língua Portuguesa do Anglo ensinam o caminho para desenvolver as ideias com mais facilidade, no papel ou na tela do computador.

  1. Leia muito (diferentes tipos de textos)

     

Pode parecer clichê, mas a leitura realmente é fundamental para quem quer escrever melhor. “O hábito de ler deve ser criado em qualquer momento da vida. O que o estimula a ser um leitor assíduo? Procure livros, revistas e sites que abordem temas com os quais você tenha afinidade”, recomenda Alexandre. Continue reading Como escrever bem

Notas de português e matemática influenciam no salário dos jovens, diz pesquisa.

Notas de português e matemática influenciam no salário dos jovens, diz pesquisa

Por Ocimara Balmant | 19/03/2014 10:43 –

Para pesquisadores, estudo avança ao mostrar que não basta garantir acesso, é preciso oferecer educação de qualidade

Quem tem boas notas de português e matemática terá melhor salário quando estiver no mercado de trabalho. Este é o resultado de um estudo divulgado pela Fundação Itaú Social. A pesquisa analisou dados dos exames de proficiência feitos por uma geração ao término do ensino médio e comparou com os rendimentos recebidos por esses alunos cinco anos depois.

Os resultados indicam que um aumento de 10% na nota de proficiência em matemática resulta em um acréscimo de 4,6%, em média, nos salários dos estudantes após cinco anos. No caso do português, um aumento de 10% na proficiência  resultou em salário 5% maior. Para pesquisadores, estudo avança ao mostrar que não basta garantir acesso, é preciso oferecer educação de qualidade. Continue reading Notas de português e matemática influenciam no salário dos jovens, diz pesquisa.

20 robôs que podem roubar seu emprego

Conforme a tecnologia evolui, os robôs tendem a desempenhar cada vez mais atividades profissionais. Veja 20 robôs que podem roubar empregos.

Funcionário exemplar

Eles não atrasam, não têm filhos e nem horário de almoço. Robôs são mesmo funcionários exemplares. De encarregado de estoque a garçom, eles aprenderam a cumprir diversas tarefas e podem roubar seu emprego algum dia.

 

Disponível em: http://exame.abril.com.br/topicos/profissoes

Os setores com os profissionais mais felizes (ou não)

São Paulo – Um bom salário pode ajudar, mas não é o único fator para a felicidade no trabalho.

Setor de desenvolvimento e publicação de software lidera ranking de satisfação no trabalho; setor de gestão de resíduos sólidos abriga os mais infelizes nos EUA.

Segundo pesquisa do Career Cast, seu chefe, colegas de trabalho, a cultura da companhia e as possibilidades de crescimento na carreira, entre outros fatores, pesam e muito no nível de satisfação profissional.

Neste quesito, os profissionais da indústria de desenvolvimento e publicação de software são os mais felizes. De acordo com a Forbes, que divulgou os dados, quem atua neste setor está muito feliz , obrigado, com os próprios colegas de trabalho e com a maneira com que trabalham todos os dias.

Na segunda posição estão os profissionais de rádio e TV que também valorizam o relacionamento com colegas e chefes.

Por outro lado , as pessoas que lidam com a gestão de resíduos lidera o ranking dos profissionais mais infelizes.

Disponível em: http://exame.abril.com.br/carreira/album-de-fotos/os-setores-com-os-profissionais-mais-felizes-ou-nao

ENGENHEIROS versus PORTUGUÊS

ENGENHEIROS versus  PORTUGUÊS

Estará mentindo quem estuda Engenharia e disser que nunca ouviu a famosa frase: “Não preciso saber português, estou fazendo Engenharia, não Letras!”. Esse é um assunto muito polêmico e deve ser debatido pela comunidade acadêmica com o objetivo de esclarecer questões que ficam escondidas.

O português

O português é a língua natural nossa. Aspirantes a cientistas, engenheiros, matemáticos, químicos, físicos, biólogos, cientistas da computação, todos estudam para integrar o mercado profissional em um futuro próximo e, mais do que isso, tornarem-se cidadãos melhores. Muitos, porém, preocupam-se, em demasia, com os cálculos e ignoram um fato importante na vida de todo ser humano: a linguagem. Pouco se importam com a qualidade da comunicação, de acordo com a norma padrão da língua. Continue reading ENGENHEIROS versus PORTUGUÊS

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O ENADE

Perguntas Frequentes sobre o ENADE

1. Enade

1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade?

  • Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)
  • Portaria Normativa nº. 6, de 27 de março de 2013 (Regulamenta o Enade 2013)
  • Portaria Normativa nº. 40, de 12 de dezembro de 2007 (republicada em 29/12/2010)

1.2. O Enade é obrigatório?

Conforme disposição do art. 5º, § 5º, da Lei nº. 10.861/2004, o Enade constitui-se componente curricular obrigatório, sendo inscrita no histórico escolar do estudante somente a situação regular com relação a essa obrigação. O estudante selecionado que não comparecer ao Exame estará em situação irregular junto ao Enade. Continue reading PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O ENADE